Plano odontológico sem carência

Plano Dental Sem Carência ou Plano odontológico sem carência – Conheça o Plano Amil Dental

Hoje nós vamos falar um pouco sobre como funciona as carências de um plano odontológico, além de lhe mostrar no final como conseguir um plano odontológico sem carência. Nesse artigo vamos esclarecer para você, as principais dúvidas das pessoas com relação a planos odontológicos, tanto individual, como empresarial, como coletivo por adesão, enfim, todas as modalidades de planos odontológicos que existem.

Neste artigo, vamos falar sobre a principal dúvida de quem quer contratar um plano odontológico sem carência ou com carência.

Uma das maiores duvidas, é justamente a questão das carências dos planos odontológicos, muita gente pergunta se um plano odontológico pode ter carência, outras pessoas questionam o que é carência no plano odontológico sem carência, então vamos esclarecer um pouco sobre isso para você.

Diferente de outros produtos que nós contratamos mercado, como o serviço telefonia, e outros serviços, a carência em um plano odontológico não é a fidelidade contratual, em um  plano de telefonia por exemplo, quando eles informam que você tem uma carência de 12 meses, se refere à o tempo mínimo que você é obrigado a permanecer naquele contrato. Esse tempo mínimo, nós chamamos de fidelidade contratual. Carências no plano odontológico, vão ser os prazos que você precisa aguardar para utilizar o plano.

Imagine que você contratou um plano e a sua vigência seja, suponhamos no dia 10, hoje é dia 5 por exemplo, então a partir do dia 10 o seu plano começa a valer, e você deve seguir o prazo das carências. A carência padrão da agência nacional de saúde, que é a carência máxima que um plano de saúde pode impor para seus beneficiários, é de 24 horas para a urgência e emergência.

Plano odontológico sem carência – Mais o que é urgência e emergência?

Se eu tiver que a cirurgia o médico falar que é urgente, eu vou poder fazer? não. Atendimento de urgência e emergência é que você pode fazer, por exemplo, uma cirurgia, mas só se você chegar no hospital passando mal, e precisar realizar aquela cirurgia naquele momento. Se você foi para o consultório, ou se simplesmente, mesmo em um atendimento de urgência, o médico te orientou que você terá que fazer uma cirurgia, aquilo não é mais um procedimento de urgência e emergência, apesar ser urgente, mesmo sendo urgente.

Então a carência de urgência e emergência, são os procedimentos realizados ali no calor do momento, procedimento realizados que não podem esperar, então 24 horas, essas são as carências máximas de cada plano. Eles podem reduzir os prazos, não podem extrapolar com esse prazo.

Consultas e exames simples, procedimentos que não necessitam de autorização, procedimentos mais simples, podem ter uma carência de até 30 dias. Internações, cirurgias, entre outros procedimentos complexos por exemplo, esses procedimentos tem uma carência de até 180 dias, seis meses. o plano não pode pedir um prazo maior, não pode exigir que o cliente cumpra um prazo maior que seis meses para a realização desses procedimentos.

Além dessas carências, nós temos um prazo que é chamada de CPT, e que a cobertura parcial temporária, não é carência, mas parece muito com carência.

A importância de conhecer o seu plano odontológico sem carência ou com ela

Ao contratar este tipo de serviço, poucos dão a devida atenção a alguns critérios fundamentais. Um deles diz respeito aos prazos para que se possa utilizar determinados procedimentos. Pagar por um serviço e não poder usá-lo por um descuido, é realmente uma experiência indesejável. Certamente essa situação costuma acontecer com aquelas pessoas que não costumam adotar os critérios básicos ao optar por um plano odontológico. E um desses critérios são justamente os prazos de carência exigidos pelos planos. Em linhas gerais, para resumir, podemos definir a carência como um período no qual assegurado não poderá acessar determinados serviços.

Na maioria dos planos, esses prazos costumam ser estabelecidos em relação a procedimentos mais complexos e caros, entre eles podemos citar os tratamentos de canais, e procedimentos estéticos mais complexos. Contudo, nem todos os planos odontológicos impõe carências relativas a esses serviços. Por isso mesmo, o mais recomendado é procurar planos que cubram de maneira imediata e sem carências as necessidades mais urgentes.

Somente dessa forma é possível evitar surpresas ao solicitar o tratamento ou procedimento. no aconselhamos em atendimentos de rotina, o prazo de carência costuma ser de 24 horas após a contratação do serviço, como foi dito mais acima em nosso artigo. Nesse sentido, é normal que o cliente tenha que esperar um dia até que possa ter acesso a emergências, ou se consultar com um profissional.

Mais quais critérios para escolher bem um plano odontológico sem carência

Existem muitas dúvidas em relação a como se pode fazer uma boa escolha, sendo a carência apenas uma das pedras de toque. A seguir listamos alguns aspectos que devem ser observados antes de assinar o contrato.

Área de abrangência

Antes de qualquer coisa, é preciso verificar se o plano atende na região onde se reside. Isso porque existem alguns planos que atuam somente em regiões específicas, enquanto outros podem ter abrangência nacional. Esses últimos são os mais recomendados, especialmente para pessoas que precisam viajar com frequência.

Reclamações

É importante ainda verificar se há reclamações quanto aos serviços prestados pelo plano em questão. Isso pode ser feito com uma simples consulta na internet. Podem ser verificados também os rankings disponibilizados por instituições responsáveis pela avaliação da qualidade dos planos.

 

Cobertura

A segmentação e a busca por oferecer serviços cada vez mais personalizados, faz com que as empresas ofereçam diversas opções de planos. Por esse motivo, é importante ter em mente quais as necessidades que o plano venha suprir. Ter essa consciência impede que se contrate um plano mais caro com serviços que não serão utilizados, além disso, deve se conferir se o rol de procedimentos é coberto. É essencial também é co cultura é de tratamentos mais onerosos, como os de canal.

Operadoras registradas

Outro item imprescindível, é a verificação do registro da empresa na agência nacional de saúde. Sem isso, as operadoras não podem atuar, a tensão antes de contratar a vista de tudo o que foi dito, podemos concluir que ter conhecimento dos prazos exigidos para usufruir de determinados serviços é fundamental para evitar surpresas. De fato, saber o que é carência de plano odontológico é imprescindível para fazer uma escolha que atenda às demandas em cada caso.

Ainda existem os planos odontológicos que não tem carência. esses planos são um dos melhores do mercado, você poderá adquirir um conosco, entre em contato para que possamos lhe mostrar os melhores planos para que você possa contratar o melhor para você e toda a sua família. Nossos colaboradores estarão prontos para lhe atender e esclarecer todas as suas dúvidas.

O post Plano odontológico sem carência apareceu primeiro em Plano Amil Dental.